• Wolfi Agência

Compressor Odontológico: quais os tipos e para que servem?

Ao se preparar para montar um consultório próprio, é necessário que o profissional da odontologia faça uma pesquisa extensa para saber quais são os produtos/instrumentos/acessórios essenciais para oferecer um bom atendimento aos pacientes. Nesse aspecto, um dos itens de maior destaque é o Compressor Odontológico, já que sem um é praticamente impossível realizar qualquer tipo de tratamento.

A finalidade desse instrumento é fornecer ar comprimido para abastecer o funcionamento de praticamente todos os equipamentos do consultório. Entre esses, estão:

  • Cadeira odontológica;

  • Sugadores;

  • Ultrassom;

  • Cavitador;

  • Seringa tríplice;

  • Bomba de vácuo;

  • Micro motor;

  • Jato de bicarbonato;

  • Entre outros.

Ou seja, é impossível manter um consultório sem um Compressor Odontológico. Resta apenas entender um pouco mais sobre as especificidades de cada tipo, para melhor compreender qual é a melhor opção para a sua função.


Tipos de compressores

Atualmente estão disponíveis três variações desse produto no mercado. Os compressores lubrificados com óleo, compressores secos e compressores com secador de ar.

A primeira dessas opções não é indicada para uso odontológico, pois precisa de lubrificação periódica. O óleo usado nesse processo acaba vazando para o ar comprimido, contaminando-o com propriedades tóxicas. Assim, o uso deste pode ser prejudicial para ambos profissional e paciente.

A segunda opção, os compressores secos, são mais indicados para tratamentos odontológicos, pois não contam com esses resíduos tóxicos. O motivo por trás disso é a adição de pistões com material autolubrificante feita diretamente de fábrica.

Já os compressores com secador oferecem uma opção distinta. Quando ocorre a absorção do ar, é geralmente absorvida também uma parcela de umidade, que com o tempo acaba acumulando e eventualmente precisando ser despejada. O que esse tipo de produto oferece é uma remoção da umidade presente no ar antes da compressão.


Como cuidar do compressor odontológico?

Assim como qualquer outro produto, é necessário ter alguns cuidados específicos com o compressor para que ele tenha uma maior durabilidade e possa fornecer ar comprimido para os outros equipamentos por mais tempo. Primeiramente, esse instrumento não deve ser ligado diretamente na rede elétrica. Em vez disso, é recomendado que uma fiação adequada seja utilizada, em conjunto com uma chave de partida com proteção.

Antes do início do expediente, é importante que essa chave seja ligada e as saídas de ar do tanque checadas para verificar se estão abertas. Com isso feito, é ideal aguardar alguns segundos para iniciar os demais aparelhos, pois se ainda houver ar ou água presentes no tanque, esse intervalo de tempo é suficiente para serem removidos. Então, é fechado o dreno do tanque e os equipamentos estão prontos para o uso.

Ao fim do dia é realizado o desligamento da chave elétrica do compressor e abertura do dreno. É fundamental que também sejam abertos os filtros dos aparelhos. Caso o compressor apresente alguma anormalidade, é recomendada a regulagem da pressão do ar feita por um técnico habilitado.


Onde instalar o compressor odontológico

Outro aspecto importante para o bom funcionamento dos compressores é o local de instalação. Esse não é um instrumento silencioso, por isso muitos optam por não colocá-los na sala de consulta, assim os pacientes não são perturbados.

Essa é uma decisão pertinente, porém removê-los do local do atendimento para serem alocados em banheiros ou semelhantes não é uma solução. Nesses locais, o ar pode ser contaminado, prejudicando o paciente. Em vez disso, o local ideal para a instalação é um ambiente limpo, seco e ventilado com no mínimo 30 cm de distância da parede, para que a ventilação ocorra de maneira mais fácil.

Além disso, o compressor odontológico costuma exigir uma tubulação planejada. Essa deve ser realizada de maneira central para que os locais que precisam do ar comprimido recebam-no sem complicações.


Como escolher um compressor de ar odontológico para sua clínica

Existem diversas opções de compressores no mercado, então a escolha deve ser feita com base na necessidade do seu consultório. É inútil optar por uma alternativa menos potente, se o local possui quatro ou mais profissionais atendendo ao mesmo tempo. Nesses casos, é recomendado que seja utilizado um compressor industrial. Se possível, adquirir mais de um e deixá-lo de reserva é de grande ajuda e pode poupar dores de cabeça caso ocorra algum imprevisto com o principal.

Por fim, já mencionamos como as opções à base de óleo não são indicadas, pois além de contaminar o ar podem também causar mau funcionamento nos demais equipamentos a longo prazo.

Agora que você já sabe mais sobre os compressores odontológicos, já pode começar a buscar um (ou mais) para o seu consultório. O melhor local para adquirir um é na Dontotec! Aqui, contamos com várias opções com muitas potências para que o seu local de atendimento esteja sempre bem equipado com os melhores acessórios!


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo